MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE MARY´S MÓVEIS

PUBLICIDADE MARY´S MÓVEIS

segunda-feira, 20 de março de 2017

VIOLÊNCIA EM CODÓ – Morte na segunda-feira e 4 baleados no fim de semana

Por Acelio Trindade

No meio da manhã desta segunda-feira (20) Rafael da Silva Santos, de 34 anos, foi morto com 4 tiros na Av. Vitorino Freire. A polícia investiga crime motivado por vingança.

O fim de semana também foi considerado violento e marcado por tentativas de homicídio, por causa delas 4 pessoas continuam hospitalizadas, três delas foram baleadas no Codó Novo. São elas –  Wemerson Mateus dos Santos, Jonas Gonçalves da Silva e Vanderson Pereira Azevedo.

Além deles também foi baleado Lucas Alves com 4 tiros nas costas.

O delegado do 2º Distrito Policial, Rômulo Vasconcelos, diz que os executores dos disparos já estão todos identificados, mas  ainda não há prisões relacionadas.

 “Em relação à tentativa de homicídio, estão identificados os 4 elementos que apareceram cada um em duas motos , já estão identificadas essas pessoas, a gente vai tentar  intimá-los, trazê-los pra delegacia para serem ouvidos, fazer o exame de corpo de delito de todos os elementos que foram baleados com arma de fogo, vamos tentar ouvir as vítimas ainda hoje pra dá prosseguimento ainda hoje e tentar tirar de circulação esses elementos que fizeram essas 4 tentativas de homicídio”, informou.

Já na tentativa de prender suspeitos e de diminuir a violência no bairro a Polícia efetuou 5 apreensões de armas de fogo, mas ainda precisa acabar com o principal problema de segurança no Codó Novo – a briga entre criminosos que disputam território de venda de drogas ou, muitas vezes, apenas querem vingança por dívidas.

“São rixas, processos de rixas que existem lá nesse bairro, são gangues , são grupos de facções diferenciadas que estão tentando pagar através da própria vida, cobrar essas dívidas através da própria vida, isso aí é uma situação que tá acontecendo na nossa cidade mas a gente vai tentar identificar os lideres dessas quadrilhas para tirar de circulação”, frisou o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages