MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

COIFEODONTO

COIFEODONTO
TIMBIRAS DA SORTE

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Codoense é executado em Caldas Novas com requinte de crueldade !

17861590_1915615292048147_1246273553028789050_n
Carlos Campos Teixeira
O corpo de Carlos Campos Teixeira, 57 anos (foto) foi encontrado por populares na manhã desta segunda feira (10) em uma rua de terra próximo ao salão de eventos “Arena” no setor Lagoa Quente. O corpo estava sem roupas e com marcas de possíveis golpes de faca no pescoço. O carro da vítima, um Ford Ecosport FSL 1.5 de cor prata, placa PQH 6743 de Caldas Novas também foi levado.
Segundo informações da polícia, Carlos vendia produtos da “Natura” e por volta das 15 horas do domingo recebeu a ligação de um possível cliente, mas a vítima saiu de casa as 18 horas e não voltou mais. Ainda segundo informações Carlos tinha o costume de sair com significativas quantias de dinheiro pelas vendas dos produtos que comercializava. No local a polícia encontrou as roupas da vítima nas proximidades do corpo e marcas de sangue dentro de um perímetro que leva a crer que a vítima após receber os golpes ainda andou alguns metros até cair.
Outro detalhe são as marcas de pneu deixadas  pelo carro que mostram que ao chegar no local foi dado uma grande freada e também ao sair mostra que os autores deixaram o local do crime em alta velocidade pelas derrapagens também deixadas pelo veículo ao sair do local.
A vítima Carlos Teixeira era um homem simples que ganhava a vida vendendo seus produtos e não tinha envolvimento com nada ilicito foi o que disse um amigo casado com uma parente da vítima. A polícia suspeita de latrocínio (Roubo seguido de morte). A Polícia Civil de Caldas Novas agora inicia as investigações para tentar chegar no autor ou autores do crime.
A perícia também vai analisar se houve tortura uma vez que a vítima foi encontrada totalmente nú. Os bandidos ou bandido levou da vítima o carro e possívelmente valores, mas ainda esta sendo levantado mais detalhes desse crime. O caso agora segue por conta da Polícia Civil.
Alison Maia – Repórter Policial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages