MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

timbiras da sorte

timbiras da sorte
TIMBIRAS DA SORTE

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Núcleo APEMT/SIMPROESEMMA aderem à greve geral e fazem protestos em Timbiras.


Em várias cidades do país, trabalhadores de diversas categorias participaram da greve geral desta sexta-feira (28), em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Na maioria das cidades, o transporte público - metrô e ônibus - não funcionou e as escolas e agências bancárias foram fechadas. 

Em Timbiras a categoria dos professores e demais servidores da educação, também aderiram a greve, uma assembleia geral foi realizada pela manhã no prédio do núcleo da APEMT/SINPROESEMMA, onde foram discutidas varias pautas do dia como reforma da previdência, projeto da terceirização e reforma trabalhista. No evento também teve a presença do presidente do SINDSERT, Edvaldo Portacio, do secretario de educação do município senhor Raimundinho, do professor e vereador Junão, e demais sócios e não sócios.

Além do tema principal, a categoria aproveitou para discutir sobre o sábado letivo, pois todos são sabedores que o total de aulas tem que ser no mínimo de 200 dias letivos, para não prejudicar no aprendizado dos alunos, mas a maioria legal decidiu que não tem como lecionar aos sábados, pois muitos tem outros compromissos, outra condição foi sobre os 15 dias de ferias no mês de julho, onde por lei é um direito do professor e segundo o professor Walterli é inviável essa possibilidade, a ultima cartada seria ir até meados de janeiro do ano vindouro, mas ainda não ficou batido o martelo, sindicato e secretaria de educação ainda vão sentar para rever essa questão.

Professor Walterli (Discursando)

Em seguida a classe presente se deslocou da APEMT, percorrendo a avenida João Leal entregando panfletos aos populares e em seguida teve a parada final em frente a praça Benedito Alvim, onde o Professor Walterli abriu o discurso falando sobre essa questão contra as reformas trabalhistas e da Previdência, "Reforçando a tese em que seria trágico se isso viesse acontecer, pois teríamos no futuro próximo uma enorme taxa de desempregos, o professor pediu para a população ficar de olho nos deputados maranhenses que votaram a favor a essas reformas, pois ano que vem eles estaram aqui novamente pedindo o voto dos timbirenses, concluiu Walterli".

"REAJA AGORA OU MORRA TRABALHANDO"

Foram essas as palavras de Edvaldo Portacio presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Timbirenses (SINDSERT), o sindicalista reforçou o alerta para todos ficarem atentos e lutarem juntos pelos seus direitos, caso contrario vamos terminar perdendo tudo aquilo que já conquistamos, frisou o nobre presidente.

Outro que fez uso da palavra e participou da manifestação foi o professor e vereador Junão, os demais vereadores, vice-prefeito e o prefeito não participaram. Segundo alguns aliados do prefeito Dr. Antonio Borba, não se encontrava no município e sim na capital São Luis a trabalho.

DETALHE

Poucos servidores sócios compareceram ao evento, seria louvável que todos juntos tivessem para reivindicar, para depois não reclamar e criticar, desabafou o presidente da APEMT.






Vereador e professor JUNÃO (PV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages