MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

timbiras da sorte

timbiras da sorte
TIMBIRAS DA SORTE

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Querem fechar um dos blogs mais lido do Maranhão, assim postou o titular Luis Cardoso.

Por Luis Cardoso

Tenho 36 ano de jornalismo no Maranhão. Já fui repórter de emissoras de rádios e TV. Tive uma longa passagem por jornais, fui sócio proprietário de revista,  de três jornais impressos. Nunca, em toda minha carreira profissional, passei por este momento em que estou atravessando. Querem fechar o meu blog, o mais lido do Maranhão e, dos blogs independentes, o mais acessado do Nordeste.



Durante todo o governo de Roseana Sarney o blog sempre teve visão critica, notadamente dos setores de Saúde e Segurança. Boa parte da operação “Sermão aos Peixes” da Polícia Federal tomou como base as denúncias feitas aqui contra Ricardo Murad, ex-secretário de Saúde.

Sou o jornalista mais processado do Brasil pelas denúncias que faço. Nunca houve nenhum registro de tentativa ou de extorsão. Apenas em 2013, quando iniciei uma série de denúncias mostrando a trajetória nada republicana do empresário Ilson Mateus, ele registrou um BO para me processar por calúnia e difamação, mas não seguiu em frente. Só soube desse registro agora na Operação Turing.

O então secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, ordenou aos oficiais militares que processassem o blog. E assim aconteceu. Foram 36 processos, sendo a maioria derrubado e outros perdidos. Recorri de todos eles.

Agora fui surpreendido com um pedido de prisão temporária feita pelo delegado federal Max Eduardo Pinheiro e acatado pelo juiz Magno Linhares. Qual foi o motivo? Vazamento de informação e suposta participação de uma quadrilha de blogueiros, tendo eu como chefe.

Levado para a sede da PF, prestei depoimento e no final da tarde liberado para ir embora. Ora, qual a razão de não ser efetivamente cumprida a prisão temporária ou até a prorrogação da mesma já que fui considerado chefe de quadrilha? E atentem bem: preso por vazamento de informação. Só mesmo no Maranhão.

Foi uma operação midiática, como sempre foram as operações da PF, que envolveu 80 policiais federais e mais delegados, todos de fora do Maranhão, ganhando diárias, custos de hospedagens e deslocamentos para São Luís do Maranhão. Uma operação que resultou apenas na prisão de um agente federal, que não o conheço e não existe nenhuma ligação.

Mas o pior veio depois. Um carro alugado apreendido até hoje por cisma pessoal do delegado, que soube pretende pedir novamente minha prisão ou, no mínimo, trabalha para criar peças e compartilhar com a Polícia de Flávio Dino, que é legitima para investigar tais caso.   Meus instrumentos de trabalho apreendidos tem mais de um mês. Há algo de estranho nesta operação. A primeira no Brasil contra jornalistas e com estardalhaço somente no Maranhão.

Passado o período da investigação e nada encontrado sobre vazamento de informação ou ligação ao agente federal que estava preso, veio a perseguição em em busca do crime de extorsão. E vejam os senhores que a PF não tem competência legal para tal finalidade.  Ampla maioria que foi depor desmentiu. Alguns dois receosos tiveram que mentir. Tudo será devidamente esclarecido.

Já no inicio desta semana estarei solicitando da ONU, Federação Nacional dos Jornalistas, Associação Brasileira de Imprensa, Associação Brasileira de Jornalistas Investigativos, ao nosso Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, ao Supremo Tribunal Federal, que acompanhem o caso. Tenho plena consciência da minha trajetória limpa. mas agora maculada por uma operação que tem as impressões digitais do Governo do Estado do Maranhão, de quem tenho visão crítica.

O homem de Flávio Dino, o poderoso Márcio Jerry, já espalhava um mês antes que seríamos presos eu e meus filhos blogueiros e jornalistas também. E como ele já sabia de tudo? O inquérito, estranhamente, segue sendo prorrogado. Mas não calarei, ainda que o delegado que chefia a operação ache que estou tentando atrapalhar as investigações. Como atrapalhando se todos depoimentos já foram tomados?

Recebi até o início deste ano proposta para compor com o governo comunista. Não aceitei. E vou continuar com a visão crítica de quem enganou o povo do Maranhão com falsas promessas e se mantem no poder sabe Deus lá como. Aguardem que denúncias fortes de corrupção virão aí. Na verdade, querem fechar o blog mais lido do Maranhão. Só depois de minha morte. 

Como diz o poeta maior Thiago de Melo: FAZ ESCURO MAS EU CANTO!

Um comentário:

  1. Não fosse a imprensa estaríamos todos surdos e mudos. Só a imprensa me faz sentir mais cidadão; Só a imprensa dá conhecimento aos cidadãos sobre a lama fétida dos desvios, em quakquer que seja o ângulo, praticados pelos agentes públicos.... Sou solidário a liberdade de imprensa e como advogado criminalista me coloco a disposição desse blogueiro, que sequer conheço, para brigar na justiça pela liberdade da imprensa.

    ResponderExcluir

Pages